Notícias

Determinação com alta tensão muda a vida de eletricista

Atualizado: Out 20

Um sonho de infância perdido em meio às necessidades da vida. A história de superação de Rafael Silva Teixeira, 35, o eletricista recém-formado em Medicina pela Suprema, serve como uma lição de determinação e foco. Criado em uma família simples, em Curvelo (MG), cidade onde nasceu, ele é o mais velho entre os três irmãos.


Sem oportunidade de boas escolas, Rafael precisou trabalhar desde cedo. Em sua caminhada, alguns sonhos foram esquecidos, como ser piloto de avião, presidente da república e médico. Aos 15 anos, o curso de eletricista foi a grande oportunidade para iniciar a vida profissional, o seu “ganha-pão” por praticamente 20 anos.


A chegada da filha Giovana, hoje com 10 anos, trouxe também o desejo por uma qualificação melhor e maior conforto à família. Mesmo longe dos estudos há 11 anos, ele conseguiu vaga no curso de Direito, mas ainda não se sentia realizado. Em uma conversa sincera com a avó, ela ressuscitou nas lembranças de menino o desejo pela Medicina, e ali começou a trilhar o caminho até às portas da Suprema Juiz de Fora.


No intervalo de almoço, durante uma das empreitadas, Rafael viu pela TV a propaganda do Programa Universidade Para Todos (ProUni), e decidiu que aquele era o momento. “Não tive dúvidas, pois seria a minha única oportunidade de conseguir fazer uma graduação”, relembra. Parado nos estudos, mas sempre atualizado, lendo livros, revistas e jornais, ele conseguiu a bolsa integral.


O ano de 2012 marcou o início do longo caminho percorrido durante os seis anos de graduação, conciliando sempre o trabalho de eletricista à vida acadêmica na Medicina.


Por inúmeras vezes o cansaço falou mais alto e bateu o sentimento de renúncia da vida acadêmica, mas Rafael não fraquejou. Muitos considerariam improvável conciliar as duas rotinas, como ele conseguiu, mas a sua dedicação e foco compensaram as noites trocadas por estudos e dias “eletricamente” cansativos.


“Tive apoio de colegas como o Ademar Vasconcelos, residente do HMTJ, que se dispuseram, várias vezes, a trabalhar comigo, para ajudar. Tranquei a faculdade por dois períodos por problemas de saúde. Trabalhava praticamente todos os dias, a noite toda, e seguia cedo direto para a faculdade. Muita das vezes dormia durante as aulas devido ao cansaço”, recorda emocionado.


O sono que chegou às aulas trouxe também o sentimento de perseverança que mudou sua vida. Rafael presenteou a família com o diploma de médico, deixando a lição de que nunca é tarde para melhorar e lutar pelos sonhos. Hoje, ele acaba de se formar e guarda com carinho os dias de sol e chuva que trabalhou incansavelmente como eletricista. Fios, alicates e ferramentas de segurança serão trocados por estetoscópio, termômetro, remédios, muito amor e humanização no cuidado à saúde dos pacientes.




logobase3.png