Notícias

Guia mostra como funciona a Residência Médica

Concorrência, área de atuação, salários, perfil do profissional… enfim, para quem já está pensando na Residência Médica estas questões são muito importantes. Começar a se informar sobre todos os aspectos da especialidade médica que você deseja é importante para você ter a certeza na hora que for enfrentar o concurso para Residência Médica.


Para ajudá-lo, o blog recorreu ao Guia Completo da Residência Médica organizado pelo curso para Residência Médica Revisamed, com todos os detalhes de cada especialidade.

O Guia traz um resumo sobre cada especialidade como a concorrência por uma vaga, números de profissionais atuando em cada área, o tempo de duração de cada residência médica e o nível de remuneração de cada área da medicina.


Para complementar, sugerimos links onde você pode encontrar ainda mais informações sobre a especialidade. O guia se baseia também na pesquisa da USP sobre o Perfil do Médico Brasileira.


Está preparado? Então vamos lá. Conheça cada uma das especialidades médicas que você pode fazer tão logo termine a graduação em Medicina.




ACUPUNTURA

Medicina alternativa que caracteriza-se pelo método terapêutico de inserção de agulhas na superfície corporal para tratar doenças e promover a saúde. Originária na China é reconhecida pela CFM desde 1995. No Brasil não é necessário fazer Medicina para se tornar acupunturista. A Acupuntura é praticada em consultórios e clínicas privadas. É utilizada para o tratamento de 200 doenças e sintomas. Entre as características exigidas dos profissionais estão delicadeza e amor ao que faz. O salário médio está bem distante de outras especialidades. cmba.org.br

ANESTESIOLOGIA

Realização de procedimentos invasivos e disposição para acompanhar os avanços tecnológicos precisam fazer parte do perfil do anestesiologista. A área de atuação está cada vez mais ampliada, não se limitando ao centro cirúrgico e ao período intraoperatório. O anestesiologista está presente desde a avaliação pré-operatória às solicitações de exames e orientações necessárias. Interage de forma muito íntima, com colegas das unidades de tratamento. O especialista ainda atende casos não cirúrgicos, como paciente com dores crônicas. Leia mais em anestesiageral.com www.sbahq.org


CIRURGIA GERAL


É uma das grande especialidades do país. A Cirurgia Geral é pré-requisito para quem quer fazer RM em outros tipos de cirurgia, como Cirurgia de Mão, Pediátrica, de Aparelho Digestivo, etc. O perfil do cirurgião geral pode variar, mas é inerente à especialidade a necessidade de resistência física, controle do fator emocional e segurança na tomada de decisão.Como cirurgião geral, o médico pode atuar como autônomo sendo o cirurgião principal de sua equipe, auxiliando cirurgiões mais experientes, realizar plantões ou atuar como parecerista em hospitais de emergência/trauma e ser professor. cbc.org.br


CIRURGIA CARDIOVASCULAR

Antes, a cirurgia cardiovascular exigia pré-requisito. A partir de 2019, passou a ser uma especialidade com acesso direto e com a duração de 5 anos. Cirurgia cardiovascular é a especialidade responsável pelo tratamento cirúrgico de doenças do coração e dos vasos sanguíneos, como as cirurgias de carótida, revascularização miocárdica, implante de marca passo, entre outras. O cirurgião desta área precisa também ter domínio de tecnologias cirúrgicas, como a videoendoscopia torácica e cirurgias robóticas. www.sbccv.org.br


CLÍNICA MÉDICA

A Clínica Médica é a especialidade da Medicina focada no diagnóstico e tratamento clínico das patologias em adultos, ou seja, sem cirurgia. O médico desta especialidade é responsável por avaliar o paciente de maneira completa e está apto a resolver a maioria das enfermidades, além de gerenciar o cuidado do paciente indicando o especialista adequado, caso haja necessidade. É uma das principais especialidades da Medicina e a com o maior campo de trabalho. A Clínica Médica é pré-requisito para quem quer fazer residência médica em uma especialidade da área clínica. www.sbcm.org.br


DERMATOLOGIA


Área médica que trata das doenças da pele, tecido subcutâneo, cabelos e unhas. Abrange toda área da Dermatologia clínica e cirúrgica, assim como a Cosmiatria. É uma das especialidades com maior concorrência na residência. A rotina em geral do dermatologista é ambulatorial, atendimento clínicos, pequenos procedimentos cirúrgicos e tratamento estéticos, que também podem ser realizados no consultório. Há possibilidade de cirurgias de maior porte em centros cirúrgicos. No campo de trabalho, o profissional pode ter consultório próprio ou atuar em clínicas, além de concursos púbicos. www.sbd.org.br


GENÉTICA MÉDICA

A Genética Médica é a especialidade menos concorrida na Residência Médica. O especialista realiza avaliação clínica, diagnóstico, tratamento e aconselhamento genético de indivíduos e famílias com diversos tipos de afecções, assim como suporte e consultoria para outras especialidades médicas e demais profissões da saúde. O médico geneticista atua na realização de DNA e na investigação de doenças raras. O geneticista atua também na coleta e interpretação de dados populacionais de defeitos congênitos e outras condições geneticamente determinadas e na investigação de fatores ambientais que podem causa de defeitos congênitos. sbgm.org.br



GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA

A GO é uma está entre as cinco principais especialidades. A ginecologia literalmente significa “a ciência da mulher”, mas na medicina é a especialidade que trata de doenças do sistema reprodutor feminino, útero, vagina e ovários. Quase todos ginecologistas atuais são também obstetras. Os principais problemas tratados com um ginecologista são:câncer dos órgãos reprodutivos incluindo ovários, tuba uterina, útero, vagina e vulva, Infertilidade e fertilidade, Doença Inflamatória Pélvica entre outros. O mercado de trabalho é bem concorrido. febrasgo.org.br



HOMEOPATIA


A homeopatia é uma especialidade médica reconhecida pelo CFM desde 1980. Por meio dessa especialidade é possível tratar diversas doenças – desde as alergias respiratórias até problemas emocionais. O conceito fundamental da homeopatia é tratar o paciente como um todo de forma individualizada, e não a doença. A atuação é, basicamente em consultórios e ambulatórios. Desde 2006, a homeopatia oferecida na rede pública de saúde. Uma boa relação médico-paciente é fundamental. O homeopata precisa também ter capacidade de reconhecer a necessidade de encaminhar o paciente para tratamento convencional em caso de patologia mais grave. www.abrahcon.com




INFECTOLOGIA


A Infectologia está em evidência diante da pandemia mundial do novo coronavírus. Ela é uma especialidade médica que se ocupa do estudo das doenças causadas por diversos patógenos como príons, vírus, bactérias, protozoários, fungos e animais. A infectologia também é chamada de “doenças infecto-parasitárias” (DIP) ou “moléstias infecciosas e parasitárias” (MIP). O infectologista atua na prevenção primária e na prevenção secundária (tratamento de doenças infecciosas). O infectologista atua em pareceres e acompanhamento clínico, ambulatorial ou enfermaria ou políticas e atividades de prevenção, palestras/educação e ainda no controle do uso de antibióticos, desde a atenção primária, secundária, terciária e até quaternária, na área assistencial, pesquisa e vigilância epidemiológica. (www.infectologia.org.br)


MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE


O principal campo de atuação do médico de família é a prestação de cuidados primários, o que caracteriza esse profissional como o especialista em manejar os problemas de saúde mais frequentes que acometem a população sob sua responsabilidade. Capacitado para atender a pacientes desde o nascimento, os médicos de família, em um sistema estruturado, podem lidar com até 90% dos problemas de saúde. Nesta Especialidade Médica, o indivíduo é observado na sua componente biológica, psicológica e social. A Família, como unidade, é igualmente seu objeto de estudo.. Essencialmente esta especialidade desenvolve-se junto da comunidade. O médico de família e comunidade é, por excelência, um médico de Atenção Primária à Saúde. (www.sbmfc.org.br)


MEDICINA DO TRABALHO


A Medicina do Trabalho é a especialidade médica que lida com as relações entre trabalhadores -homens e mulheres- e seu trabalho. O especialista atua não somente na prevenção dos acidentes e das doenças do trabalho, mas na promoção da saúde e da qualidade de vida. Tem por objetivo assegurar ou facilitar aos indivíduos e ao coletivo de trabalhadores a melhoria contínua das condições de saúde física e mental e a interação saudável entre as pessoas e, estas, com seu ambiente social e o trabalho. Está construída sobre dois pilares: a Clínica e a Saúde Pública. Para o exercício da MT, é importante que o profissional tenha uma boa formação em Clínica Médica e que domine os conceitos e as ferramentas da saúde pública. (www.anamt.org.br)


MEDICINA DO TRÁFEGO


A Medicina de Tráfego vai muito além de renovar habilitação. A especialidade não é tão popular, mas com muitas oportunidades. É responsável pela manutenção do bem-estar físico, psíquico e social do ser humano que se desloca, qualquer seja o meio ( a pé, de carro, bicicleta ou transporte público. Essa especialidade cuida das interações entre o deslocamento, os meios e o homem, visando o equilíbrio ecológico. Suas principais áreas de atuação são: Medicina de Tráfego Preventiva, Curativa, Legal, Ocupacional e Medicina de Viagem. A rotina do médico de tráfego é mais tranquila, se comparada à realidade das outras especialidades. (www.abramet.com.br)


MEDICINA ESPORTIVA


A Medicina Esportiva ganha cada vez mais força e adeptos. A demanda é grande. Em contrapartida, ela está entre as cinco com menos especialistas. A especialidade aborda questões sobre a atividade física, exercício físico e do esporte em pessoas de todas as idades, de todos os níveis de treinamento, com doenças ou sadias, com a intenção de prevenir, tratar, reabilitar, melhorar o desempenho e a qualidade de vida. Com isso, ela atua em quase todas as especialidades entre elas: fisiatria, emergência, endocrinologia, pneumologia, cardiologia, ortopedia, pediatria, geriatria, reumatologia, ginecologia, otorrinolaringologia, etc. O especialista estimula a pessoa a ter uma rotina d saudável, e consequentemente melhorar aquilo que é seu objetivo. As áreas de atuação são amplas, indo de consultórios até a clubes esportivos. (www.medicinadoesporte.org.br)


MEDICINA FÍSICA E REABILITAÇÃO


A Fisiatria, ou Medicina Física e Reabilitação, é uma especialidade médica dedicada à prevenção, ao diagnóstico e ao tratamento não-cirúrgico de distúrbios associados à deficiência física. Os fisiatras tratam também de pacientes com distúrbios musculoesqueléticos, dor crônica e aguda e de pacientes em geral que necessitem de tratamento de reabilitação. A Fisiatria é a especialidade médica da qualidade de vida por excelência, pois o seu objetivo é restaurar a funcionalidade do paciente em todas as esferas da vida, inclusive nas dimensões médica, social, emocional e do trabalho. (www.abmfr.com.br)


MEDICINA LEGAL E PERÍCIA MÉDICA


A atuação do médico perito é evidenciada em várias séries policiais de TV. O especialista na área usa a ciência para elucidar casos de interesse da justiça, como, por exemplo, assassinatos. Mas a sua atuação vai mais além. Em resumo, a especialidade tem o objetivo de auxiliar a justiça na matéria técnico-científica. A especialidade é específica para casos que envolvam a área médica. A atuação engloba todas as demandas administrativas e/ou jurídicas que necessitem de esclarecimento do juiz sobre assuntos relacionados à medicina, sejam eles criminais, cíveis ou trabalhistas. O especialista em medicina legal e perícias médicas tem em sua expertise a prioridade máxima de não negar o que é legítimo e não conceder o que não é devido. Pode ser considerada uma das especialidades mais antigas da medicina.( .anmp.com.br)


MEDICINA NUCLEAR


A Medicina Nuclear é uma especialidade médica que emprega materiais radioativos com finalidade diagnóstica e terapêutica. A especialidade utiliza radiofármacos como ferramenta para acessar o funcionamento dos órgãos e tecidos vivos, realizando imagens, diagnósticos e, também, tratamentos. Hoje, a medicina nuclear atua em diversas áreas como cardiologia, oncologia, hematologia, neurologia, entre tantas outras. Pode ser aplicada tanto no diagnóstico quanto no tratamento de diversas doenças como embolia pulmonar, infecções agudas e infarto do miocárdio, câncer, obstruções renais, demências entre outros. A medicina nuclear pode também definir o tipo e extensão do câncer no organismo, o que irá ajudar o oncologista na decisão sobre a conduta terapêutica mais adequada para cada caso. (sbmn.org.br/ )


MEDICINA PREVENTIVA E SOCIAL


A Medicina Preventiva é uma especialidade da medicina que tem como objetivo prevenir doenças ou lesões ao invés de curá-las ou tratar seus sintomas, visando melhorar a qualidade de vida das pessoas. A especialidade médica tem ganhado maior evidência na saúde pública a partir da década de 1980 e cada dia tem se tornado mais popular entre os planos de saúde. O trabalho realizado pelo profissional da medicina preventiva se reflete nas condições da saúde em geral do paciente, diminuindo gastos com medicamentos, aumentando a produtividade, diminuindo o absenteísmo e na melhora do convívio familiar. (.cqh.org.br/portal)


NEUROCIRURGIA


Neurocirurgia é a especialidade médica que se ocupa do tratamento de adultos, crianças, neonatos e, nos últimos anos, de fetos, portadores de doenças do sistema nervoso central e periférico, tais como hidrocefalia, tumores, doenças vasculares, degenerativas, traumas crânio-encefálicos e lesões raqui-medulares passíveis de abordagem cirúrgica, bem como do tratamento neurocirúrgico da epilepsia, da dor, das desordens dos movimentos como a doença de Parkinson, as distonias, a síndrome de Tourette, dentre outras, e de alguns transtornos psique (psicocirurgia). Recentemente, também passou a tratar da substituição de órgãos sensoriais (olho e ouvido interno) disfuncionais por dispositivos artificiais. A Neurocirurgia pode ainda ser dividida em 13 subespecialidades. A especialidade é muito bem remunerado e tem um bom mercado de trabalho. (portalsbn.org/)


NEUROLOGIA


eurologia é a especialidade médica que trata dos distúrbios estruturais do sistema nervoso. Especificamente, ela lida com o diagnóstico e tratamento de todas as categorias de doenças que envolvem os sistemas nervoso central, periférico e autônomo, parassimpático e simpático incluindo os seus revestimentos, vasos sanguíneos, e todos os tecidos efetores, como os músculos. O correspondente cirúrgico da especialidade é a neurocirurgia. O neurologista, médico que se especializou em neurologia, é treinado para investigar, diagnosticar e tratar distúrbios neurológicos. O neuropediatra trata doenças neurológicas em crianças. Neurologistas também podem estar envolvidos na pesquisa clínica, ensaios clínicos, bem como em pesquisa de ciências básicas da medicina. Leia mais no artigo do neurologista Matheus Trilico. www.abneuro.org.br


OFTALMOLOGIA


A oftalmologia é uma área que tem atividades bastante diversificadas dentro da medicina, abrangendo a parte clínica, cirúrgica e uma grande diversidade de exames. Isso faz dela uma das 10 especialidades mais procuradas para a prova de residência. É uma especialidade em constante processo de inovação tecnológica, com equipamentos sofisticados e de alta resolução. A oftalmologia é a especialidade que tem a função de preservar a saúde ocular e assegurara melhor visão aos pacientes, atuando na prevenção de doenças, tratamento e cura de enfermidades e na preservação ou melhoria da qualidade de vida. Lembrando que a visão é o mais importante sentido no corpo humano, visto que a maior parte das informações que recebemos do meio em que vivemos é realizada através dos olhos.www.sboportal.org.br



ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA


Uma das grandes especialidades médicas – ocupa a 7ª posição – a Ortopedia e Traumatologia cuida da saúde relacionada aos elementos do aparelho locomotor, como ossos, músculos, ligamentos e articulações. A traumatologia é a especialidade médica que lida com o trauma do aparelho músculo-esquelético. A especialidade tem um bom mercado de trabalho e boa média de remuneração. As especialidades são unificadas no Brasil. De maneira geral esse especialista poderá atuar em clínicas, consultórios, hospitais e unidades de saúde públicas e privadas, atendendo pessoas de todas as idades e de ambos os sexos. Após receber o título de especialista, ele ainda poderá escolher uma subespecialidade como joelho, coluna, mão, pé e por aí em diante. sbot.org.br



OTORRINOLARINGOLOGIA

A otorrinolaringologia (ORL) é uma especialidade médica clínico-cirúrgica que tratam os problemas relacionados ao ouvido, nariz, seios da face e garganta, seja por meio de medicamentos ou de procedimentos cirúrgicos ou de reabilitação. A atuação deste especialista se dá em consultórios particulares, clínicas e hospitais. Atende pacientes de todas as idades. Há ainda a oportunidade de o médico se especializar em subáreas. Trata-se, portanto, de campo com diversas subespecialidades e que pode ter caráter tanto clínico quanto cirúrgico – incluindo nessa categoria tanto cirurgias mais simples (como as de amígdalas) até as mais complexas (como as de tumores da base do crânio). www.aborlccf.org.br


PATOLOGIA


A Anatomia Patológica ou Patologia é uma especialidade da Medicina que é a responsável em grande parte pelos fundamentos científicos da prática médica. É a especialidade que estabelece a ponte entre as cadeiras básicas e as cadeiras aplicadas, exigindo do especialista conhecimentos teórico-práticos ao mesmo tempo amplos e profundos. Nisto está seu fascínio, já que o especialista pode ter atuação muito abrangente, desde como pesquisador básico até como médico engajado em diagnosticar e participar das condutas terapêuticas para os doentes. É uma especialidade que exige do médico tanto conhecimentos teóricos, quanto práticos. www.sbp.org.br


PATOLOGIA CLÍNICA E LABORATORIAL


Através da realização de exames laboratoriais, a Patologia Clínica/Medicina Laboratorial fornece informações ao médico, de modo a proporcionar-lhe os meios necessários para atuar na prevenção, diagnóstico, tratamento, prognóstico e acompanhamento das enfermidades em geral. Para atingir esse propósito, o médico depende, essencialmente, da rapidez, precisão e exatidão dos valores fornecidos pelo laboratório de sua confiança. Os exames mais frequentes são realizados em sangue, urina, fezes e outros líquidos biológicos. Através desses exames é possível identificar substâncias e quantificar muitas delas. A grande maioria das vagas em Residência Médica para essa área não são ocupadas, fazendo com que tenha falta de profissionais em muitas regiões. www.sbpc.org.br


PEDIATRIA


A pediatria é a especialidade médica dedicada à assistência à criança e ao adolescente, nos seus diversos aspectos, sejam eles preventivos ou curativos. Na prevenção, a pediatria cuida do aleitamento materno, imunizações, prevenção de acidentes, além do acompanhamento e das orientações necessárias a um crescimento e desenvolvimento saudáveis. Já os curativos correspondem aos diversos procedimentos e tratamentos das mais diversas doenças exclusivas ou não da criança e adolescente. A especialidade é uma das áreas básicas da Medicina e atrai muitos estudantes. Exige muito conhecimento, dedicação e amor para lidar com os pequenos. Existe grandes possibilidades de empregos e variedade de locais de trabalho, além das sub-especialidades que você pode seguir optando pela Pediatria.www.sbp.com.br


PSIQUIATRIA


Psiquiatria é o campo da medicina que cuida dos transtornos mentais e problemas emocionais das pessoas. A área de abrangência da psiquiatria é bastante ampla e inclui desde o tratamento das situações mais comuns – ansiedades, depressões, situações de crise existencial, somatizações, transtornos alimentares; até os quadros mais graves – como as esquizofrenias, transtorno afetivo bipolar e dependência de álcool e drogas. O psiquiatra está apto a diagnosticar e tratar o sofrimento psíquico a partir de recursos biológicos, por exemplo, a partir do uso criterioso de medicamentos e através de recursos de elaboração das vivências pessoais, pela psicoterapia. Sua atuação pode acontecer em hospitais, consultórios próprios e centros de dependentes químicos. www.abp.org.br


RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM


Essa área é uma especialidade médica que exige conhecimentos tecnológicos e conhecimento geral da Medicina. São vários os recursos tecnológicos utilizados na especialidade, como os exames de raio-X, ultrassom, ressonância magnética, tomografia entre outros métodos para enxergar possíveis problemas dentro do corpo. É uma especialidade com aplicação muito ampla em todas as demais áreas da medicina, e que permite realizar diagnósticos mais precisos e em estágio inicial. Atualmente, além do uso médico, a Radiologia e o Diagnóstico por Imagem também têm outras aplicações. A Tomografia, por exemplo, pode ser utilizada para descobrir a origem de múmias. Já a Radiologia Forense é um recurso da Medicina Legal e auxilia na solução de crimes. cbr.org.br



RADIOTERAPIA/RADIO-ONCOLOGIA


Radioterapia é uma modalidade terapêutica que utiliza a radiação ionizante para o tratamento de diferentes patologias, especialmente o câncer. Mais recentemente, a especialidade tem recebido preferencialmente a denominação de Rádio-Oncologia, por estar cada vez mais voltada para o estudo sobre as causas, formas de prevenção e tratamento do câncer. Algumas patologias benignas também podem ser tratadas com radioterapia, como tumores benignos, malformações vasculares, quelóides, ginecomastia, entre outros. Em relação ao perfil para a especialidade, O dia a dia do médico rádio-oncologista envolve muito contato com pacientes, especialmente porque a maioria deles tem câncer, o que gera muitas dúvidas, angústias, toxicidades e queixas relacionadas ao tratamento. sbradioterapia.com.br


Futuro da carreira médica

Nosso objetivo é fazer com que você conheça um pouco de cada especialidade e, a partir daí, comece a pensar no futuro da sua carreira médica. Portanto, com o guia de como funciona a residência médica e as características de cada curso R1, você fica muito mais bem informado.

E mais uma dica: não deixe de ler o artigo Como escolher a sua residência médica? Veja as dicas do Revisamed que propõe uma série de reflexões e pontos a serem considerados na hora das escolha do curso.

3 visualizações
logobase3.png