Notícias

Pós em Endocrinologia: opção para a carreira médica

Atualizado: Nov 12



Especialidade médica em plena expansão, a Endocrinologia envolve alguns dos problemas que são cada vez mais recorrentes na população mundial como a obesidade, diabetes e alterações hormonais. Para se tornar um especialista em Endocrinologia, o médico formado pode optar pela pós-graduação para alavancar a sua carreira.


A Pós-Graduação em Endocrinologia tem o objetivo de aprofundar os conhecimentos de profissionais médicos no funcionamento do sistema endócrino bem como no tratamento e acompanhamento de suas enfermidades.


Dessa forma, o curso de especialização lato sensu utiliza-se tanto de fundamentos teóricos como de treinamento prático e multidisciplinar. Ou seja, isso permite que o pós-graduado tenha uma formação completa, deixando-o habilitado para diagnosticar e tratar patologias da área, e também interpretar exames ligados à especialidade.


Pós-Graduação em Endocrinologia e Metabologia Suprema


A Pós-Graduação da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde/ Suprema oferece um curso completo com 1.080 horas/ano e duração de dois anos. O público-alvo são médicos formados e regularmente registrados no Conselho Regional de Medicina.


A Pós em Endocrino tem a coordenação da Glauce Cordeiro Ulhôa Tostes e prepara o pós-graduando através de amplo treinamento teórico e prático para o pleno exercício da Endocrinologia Clínica.


Além disto, o pós-graduado estará qualificado para o exame de obtenção do Título de Especialista em Endocrinologia & Metabologia pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia & Metabologia (SBEM).


Módulos do Curso


  • Endocrinologia Prática I: Atendimento clínico em Endocrinologia & Metabologia

  • Endocrinologia Teórica I: Endocrinologia Básica, Pâncreas Endócrino e Obesidade

  • Metodologia da Pesquisa Científica

  • Endocrinologia Prática II: Atendimento clínico em Endocrinologia & Metabologia

  • Endocrinologia Teórica II: Doenças da Tireoide, Doenças da Paratireoide e Doenças Osteometabólicas

  • Endocrinologia Prática III: Atendimento clínico em Endocrinologia & Metabologia

  • Endocrinologia Teórica III: Doenças das Adrenais, Gônadas e Endocrinologia Pediátrica

  • Endocrinologia Prática IV: Atendimento clínico em Endocrinologia & Metabologia

  • Endocrinologia Teórica IV: Neuroendocrinologia, Dislipidemias e Métodos Diagnósticos.



Principais áreas de atuação do Endocrinologista


Reposição Hormonal da Menopausa – A reposição hormonal é um tratamento eficaz, feito com hormônios iguais aos da própria mulher, para amenizar o desconforto e riscos causados pela menopausa.


Obesidade – A obesidade representa um risco para a saúde as crianças e dos adultos. O tratamento orientado pelo especialista evita uma série de complicações, como as cardiovasculares e as ortopédicas.


Crescimento – Uma criança saudável tem um crescimento normal O crescimento deficiente ou excessivo pode ocorrer em função de alterações hormonais, nutricionais ou genéticas.


Excesso de Pêlos – Mulheres com excesso de pêlos na face (hirsutismo), acne ou aumento da musculatura podem estar com produção excessiva de hormônios masculinos.


Doenças da Glândula Supra-Renal – Aumento de peso, estrias avermelhadas, pêlos excessivos, pressão alta ou baixa, puberdade precoce, além do escurecimento da pele, podem significar problemas na glândula supra-renal.


Distúrbios da Puberdade – Crianças que desenvolve precocemente pêlos pubianos, odor axilar e têm desenvolvimento das mamas apresentam distúrbios hormonais e necessitam avaliar a origem do problema. Os adolescentes que não desenvolvem essas características também necessitam de uma avaliação.


Distúrbios da Menstruação – Alterações no ciclo menstrual (falta de menstruação ou menstruação mais de uma vez ao mês) podem significar problemas hormonais. Por isso, necessitam de investigação e tratamento adequado.


Doenças da Hipófise – Tumores da hipófise podem levar à presença de leite nas mamas, fora do período de amamentação, além de mudanças faciais, aumento do numero do sapato, dores de cabeça e distúrbios da visão.


Diabetes – Se você tem excesso de peso, parentes com diabetes, hipertensão ou alterações da gordura no sangue, procure um endocrinologista. Você pode ficar com diabetes. Mas, se você bebe muita água, urina muito e perde peso, pode estar com diabetes.


Colesterol e Triglicerídeos – A alimentação inadequada e algumas doenças podem levar ao aumento do colesterol e dos triglicerídeos em adultos e crianças. Com um tratamento adequado, o risco de futuras complicações cardiovasculares é reduzido.


Osteoporose – A osteoporose é uma doença endócrina. Dores nos ossos e fraturas freqüentes podem significar enfraquecimento ósseo. Procure seu endocrinologista. Ele pode diagnosticar e indicar o tratamento adequado.


Andropausa – Os hormônios masculinos podem diminuir quando o homem envelhece. Nesse caso, algumas pessoas podem sentir cansaço, diminuição da força muscular e disfunção sexual, necessitando da ajuda do especialista para fazer reposição hormonal.


Tireoide – Nódulos ou aumento do volume do pescoço, nervosismo, insônia e alterações no ritmo intestinal, coração acelerado ou desacelerado, perda ou ganho de peso e excesso de frio ou calor podem revelar distúrbios da tireoide. ( fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabolismo )

12 visualizações
logobase3.png