Notícias

Saúde mental e COVID-19: a importância do autocuidado

Atualizado: Ago 24


Dizem por aí que “ser ansioso em meio a uma pandemia é sentir falta de ar e não saber se é ansiedade ou coronavírus”. Mas, o que queremos dizer a você neste momento é: tenha calma e não se desespere. A crise vai passar e tudo vai ficar bem. O importante agora é focar também no autocuidado. Pensando no seu bem estar que trouxemos algumas dicas. O intuito é que cada um possa encontrar suas próprias estratégias para lidar com os aspectos emocionais e promover o autocuidado.

Evite informações excessivas

Manter-se informado é fundamental, mas o excesso de informações e, principalmente, aquelas não confiáveis pode aumentar a ansiedade, o estresse e o medo! Portanto, procure saber sobre a fonte da notícia e preserve sua saúde mental destinando um tempo do seu dia para se informar. Não o dia todo!

Realize atividades prazerosas

Aproveite este momento para realizar atividades prazerosas que talvez não tenha tempo no dia-a-dia ou que já faça parte da sua rotina: exercício físico (adaptado para o ambiente de casa), práticas integrativas (como meditação e yoga), música, pintura, desenho, leituras, filmes, brincadeiras com os filhos, dentre outras. Tais atividades irão ocupar o seu dia, proporcionando sensação de bem-estar e qualidade de vida.

Mantenha uma rotina

O planejamento e a rotina geram estabilidade emocional. Por isso, manter uma rotina de horários de atividades durante o dia é fundamental. Organize um cronograma, definindo horários para: - acordar; - as refeições (lembre-se de manter uma alimentação saudável e de se hidratar); - as atividades acadêmicas – aconselhamos a estudar todos os dias - Link das dicas; - o lazer e - o descanso.

O seu sono também precisa ser respeitado. Assim, você se sentirá produtivo e ocupado durante todo o dia.

Fortaleça a sua saúde espiritual

A espiritualidade é um dos fatores de proteção para a saúde mental. Aproveite este momento para fortalecê-la, sendo uma estratégia que favorece o bem-estar e a paz interior. Isolamento não é sinônimo de distanciamento Apesar de não podermos marcar encontros, abraçarmos, estarmos juntos, demonstrando a nossa afetividade pelo outro, encontre estratégias durante o período de isolamento para se manter em contato com os familiares e amigos. A tecnologia nos possibilita isso: sentirmo-nos mais próximos quando não podemos estar juntos. Então, envie mensagens, ligue, faça chamadas de vídeo... Estabeleça maneiras de manter o vínculo com quem ama. E não deixe de expressar seus sentimentos ao conversar com eles, assim pode cuidar de sua saúde mental compartilhando suas emoções que também podem ser semelhantes às que estão fazendo parte da vida deles neste momento. E não se esqueça, autocuidado é autoconhecimento!

40 visualizações
logobase3.png