Notícias

Saiba tudo sobre a Residência em Clínica Médica

A Residência em Clínica Médica é uma boa opção para uma carreira de sucesso. Com duração de 2 anos e salários médios variando de R$ 6 mil a R$ 22 mil, esta residência oferece 3.200 vagas/ano. Uma das vantagens é que a Clínica Médica é pré-requisito para todas as subespecialidades clínicas, exceto Dermatologia e Neurologia.




A Clínica Médica é uma especialidade com um amplo campo de atuação. Ao mesmo tempo, é a área com o maior número de especialistas no Brasil.


Dados da pesquisa Perfil do Médico Brasileiro (2018) revelam que 11,2% dos 452,8 mil médicos, ou seja, 42,7 mil, são especialistas em Clínica Médica.


A Residência Médica é o caminho para quem quer ser um profissional desta área. Contudo, muitos estudantes querem a Clínica Médica por ela ser requisito para todas as especialidades clínicas, exceto Dermato e Neurologia.


A Clínica médica tem acesso direto. Portanto, o graduado em Medicina pode fazer o concurso tão logo conclua a faculdade. Já a concorrência por uma das vagas é considerada relativamente baixa, uma vez que são muitas vagas.

São estas as especialidades que a Residência em Clínica Médica é requisito, no caso para ser um Residente R3:


Oncologia: Especialidade que cuida do diagnóstico e tratamento câncer. R3+ 3 anos Cardiologia: Área dedicada ao diagnóstico e tratamento de doenças cardiovasculares circulatório. R3 + 2 anos Endocrinologia e Metabologia: Especialidade que trabalha com diagnóstico e tratamento de doenças do metabolismo e sistema endócrino. R3 + 2 anos Gastroenterologia: Especialidade voltada ao diagnóstico e tratamento de doenças do sistema digestivo. R3+ 2 anos Geriatra: Área que trabalha com diagnóstico e tratamento de doenças ligadas ao envelhecimento. R3+ 2 anos Pneumologia: Cuida do diagnóstico e tratamento de doenças pulmonares e do sistema respiratório. R3+ 2 anos Hematologia: Atua no diagnóstico e tratamento de patologias do sangue e órgãos relacionados, como: medula, linfonodos, gânglios e baço. R3+ 2 anos Nefrologia: Especialidade voltada para o diagnóstico e tratamento de patologias do sistema urinário. R3+2 anos Nutrologia: Especialidade voltada para ordiagnóstico e tratamento de patologias relacionadas à nutrição humana. R3+2 anos Medicina Intensiva: Atende pacientes em estado crítico de saúde e que necessitam de acompanhamento intensivo. R3+2 anos Reumatologista: Especialidade que faz o diagnóstico e tratamento de patologias das articulações, ossos, músculos, e às vezes outros órgãos. R3+2 anos



Campo de trabalho amplo para o residente em Clínica Médica


Para o médico que deseja atuar como especialista em Clínica Médica, o campo de trabalho é bastante amplo e seguramente o maior na Medicina, isto levando em conta as subespecialidades.


O especialista em Clínica Médica pode atuar em ambulatórios e hospitais, públicos e privados, além de montar o seu próprio consultório.


Concursos públicos e outros ambientes de trabalho


O Clínico Geral também pode trabalhar em outros ambientes, como escolas, quartéis da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros etc. Outra opção são os concursos públicos, que, geralmente disponibilizam muitas vagas.


Além disto, há uma tendência pela maior valorização do atendimento médico integral, ou seja, o profissional acompanha o paciente por vários anos. Com isto, ele resolve a maioria de suas demandas de saúde, criando um laço de confiança com o paciente e até mesmo com a família.


Especialidade exige conhecimento diversificado


Para que atenda esta premissa da especialidade, o estudante de Medicina que optar pela residência em Clínica Médica precisa ter um perfil bastante diversificado e conhecimentos sempre atualizados para um bom diagnóstico.


Ele vai atender o paciente adulto, do final da adolescência até o idoso. Contudo, o Clínico Geral precisa também ter o discernimento de saber a hora certa de encaminhar o paciente a outro especialista, caso necessário.


Clínico Geral : dos casos simples aos mais complexos


O Clínico Geral atua em diferentes casos, tendo a atenção básica como sua aliada. Dos casos mais complexos aos mais simples, desde que não requeiram cirurgia, obstetrícia e ginecologia. Normalmente, é do Clínico Geral que o paciente recebe o diagnóstico e inicia o tratamento.


Distribuição geográfica impacta na remuneração do Clínico Geral


Embora seja a área médica com maior número de especialistas no Brasil, existe uma distribuição irregular destes profissionais por regiões, o que impacta também na remuneração média do profissional.


Os estudos do Perfil do Médico no Brasil (2018) mostram que mais da metade destes profissionais concentram-se na região Sudeste ( 53%). Depois, vem os Clínicos que atuam no Nordeste (18%), Sul (17%), Centro-Oeste (9%) e Norte (4%)


Parece até contraditório: a residência em Clínica Médica tem o maior número de vagas e é a especialidade com o maior número de profissionais. Porém, a distribuição regional é abruptamente irregular, com uma superconcentração na região Sudeste.


Tanto que programas governamentais incentivam clínicos para o atendimento nas regiões descobertas. Contudo, nem sempre as condições de trabalho são adequadas.


Média salarial varia de R$ 7 mil a R$ 16 mil


Entretanto, voltando à questão da remuneração média de quem faz residência em Clínica Médica, é possível ter um bom salário atuando em qualquer região.


Segundo os sites especializados, o valor do salário do Clínico Geral por 24 horas semanais varia de R$ 7 mil e R$ 16 mil. Há ainda os plantões que pagam em torno de R$ 1.500.


Em regiões onde há demanda maior por este tipo de profissional, os salários podem ser bem maiores. Quanto mais disposto o residente de Clínica Médica estiver para começar sua carreira em cidades do interior, melhor vai ser o seu salário.


Curiosidades da Clínica Médica


A Clínica Médica nasceu na Ilha de Kós, na Grécia, com Hipócrates, há 2.500 anos. Foi ele que introduziu a anamnese como etapa inicial do exame médico.


A palavra Clínica vem do grego klíne, leito, cama. Médico se dizia Iatrós e Klinikós era o médico que atendia os doentes acamados.


Em 2002, a residência em Clínica Médica se tornou obrigatória como pré-requisito para realização de residência em outras especialidades médicas.


Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, o médico recém-formado não é um clínico. A Clínica Médica é uma das especialidades com formação por residência médica ou pós-graduação.


Portanto, é importante você saber as matrizes de competências da residência em Clínica Médica estabelecidas pelo Ministério da Educação (MEC).


Para ter mais informações sobre todos os programas e aspectos da Residência Médica você pode também acompanhar o portal de notícias Residências Médicas. Lá você vai encontrar notícias atualizadas e tudo sobre a área médica e da saúde.

5 visualizações
logobase3.png